domingo, 1 de setembro de 2013

Resenha - Garota exemplar


Livro: Garota Exemplar
Autor: Gillian Flynn
Editora: Intrínseca                                                                                                                                                                                                                                               
Sinopse da Livraria: Na manhã do quinto aniversário de casamento, Amy desaparece da nova casa, às margens do Rio Mississípi. Tudo indica se tratar de um sequestro, e Nick imediatamente chama a polícia, mas logo as suspeitas recaem sobre ele. Exibindo uma estranha calma e contando uma história bem diferente da relatada por Amy em seu diário, ele parece cada dia mais culpado, embora continue e alegar inocência. À medida que as revelações sobre o caso se desenrolam, porém, fica claro que a verdade não é o forte do casal.

"Você precisa decidir o que quer. Infelizmente para Amy eu já decidira."

O que falar de Garota Exemplar? Uma coisa é certa, não é possível ficar imune à ele. No meu caso, primeiro achei muito chato, a primeira metade do livro começa a ficar repetitiva e acaba ficando monótono. Se não fosse pela curiosidade de descobrir o que aconteceu com Amy a vontade de largar o livro é grande. Mas exatamente na metade do livro a autora vira a história de cabeça para baixo me fazendo dar um pulo: "como assim?" A história dá uma reviravolta me prendendo novamente à atenção. Mas acho que a segunda metade também se estende além do necessário e quando você pensa que vai ficar repetitivo de novo, uma outra mexida te atrai novamente. Ele mexe com os sentimentos, e confesso que no final fiquei com um pouco de raiva...de que, acho melhor não dizer, quem já leu talvez me entenda.

O livro tem dois narradores, Nick, que conta o que está acontecendo no momento em que a história está acontecendo e Amy, que através do seu diário conta a história desde o momento em que conheceu Nick até o dia do quinta aniversário de casamento, quando ela desaparece misteriosamente. A narração intercalada mostra a cada momento a visão de um dos personagens.


"Ele prometeu tomar conta de mim, e ainda assim sinto medo. Sinto que algo está errado, muito errado, e que ficará ainda pior. (...) Não me sinto mais real. Sinto como se pudesse desaparecer."


A história gira em torno do desaparecimento de Amy, outros personagens vão se agregando a história: os insuportáveis pais da protagonista, a irmã gêmea de Nick, os policiais que investigam a história e antigos conhecidos de Amy que dão uma apimentada na história nos deixando com a pulga atrás da orelha.

"....amigos em Nova York. Amy fazia e desfazia-se deles semanalmente..."


Não se pode negar que a autora, apesar de algumas vezes deixar o texto ficar um pouco monótono e repetitivo, tem grande habilidade na sua escrita. O livro tem um quê de romance policial e terror psicológico, e a autora, principalmente na segunda metade do livro, consegue nos levar de lá para cá e de cá para lá com habilidade. A todo momento nossa opinião sobre os protagonistas mudam e fica a pergunta, afinal quem são Nick e Amy. E a conclusão a que chegamos é que não conhecemos quem está do nosso lado, que o parceiro ao nosso lado pode ter um monstro dentro de si que desconhecemos.

"Dizem que o amor deve ser incondicional. Essa é a regra, todos acreditam. Mas se o amor não tem fronteiras, não tem limites, não tem condições, porque a pessoa deveria fazer a coisa certa?"



Sobre o autor:

Gillian Flynn, escritora americana, nasceu no estado de Missouri em 1971. Jornalista, também trabalhou como crítica de cinema e tv.


Livros publicados no Brasil:



  • Na Própria Carne
  • Garota Exemplar


           

4 comentários:

  1. Estou com este livro na estante... Estava curiosa pra ler quando comprei, mas com tantos outros passando na frente dele, até tinha esquecido dele... Acho que será uma das minha próximas leituras!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim, depois quero saber o que você achou. É um livro que você jamais vai falar que é legalzinho ou bonzinho...ou você vai gostar ou não!!

      Excluir
  2. Oie Aline =)

    Ainda não tive oportunidade de ler esse livro, mas todas as resenhas que eu leio são super positivas.

    Confesso que ele não é muito meu estilo, mas quem sabe o dia eu não me renda a curiosidade e acabe lendo.

    Ótima resenha!


    Beijos e uma ótima semana;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ane!! Obrigada!! É um livro interessante, apesar ter achado algumas partes um pouco monótonas. Vale a pena ler. A gente vive em um mundo tão louco...e ele fala um pouco disso....de como o ser humano é capaz de ultrapassar regras para conseguir o que quer. Com certeza ela vai mexer com você. Se você ler, depois nos diga o que achou!! bjos, e mais uma vez obrigada.

      Excluir