domingo, 28 de julho de 2013

Resenha - Inferno

Livro: Inferno - Uma nova aventura de Robert Langdon
Autor: Dan Brown
Editora: Arqueiro



Depois de anos de espera pela nova aventura de Robert Langdon, finalmente Dan Brown resolveu nos brindar com mais uma história emocionante.
Desde o Código da Vinci, que espero e leio todos os livros de Dan Brown, que é um dos meus autores preferidos e já gosto de seus livros antes mesmo dele escrever, e "Inferno" foi muito aguardado e não me decepcionou.

Nessa nova aventura de Robert Langdon - seu personagem principal e velho conhecido dos leitores, Dan Brown nos leva a uma grande viagem onde engloba com maestria a arte, arquitetura e história, onde o personagem deve decifrar códigos e mistérios, e dessa vez ele nos faz pensar colocando questões de cunho social e científico, elaborando questões atuais como a superpopulação no planeta.

Seus livros são ricos em descrições arquitetônicas e sempre sinto vontade de lê-los ao lado do computador, pesquisando na Internet pelos lugares e obras descritas com minúcia, muitas vezes isso faz com que a leitura seja mais lenta, mas vale a pena.

Diferente de suas obras anteriores onde o ponto principal foi a religião católica; nesse livro, Dan Brown deu um descanso à religião fazendo apenas uma citação durante o livro contra os seus dogmas.
E mais uma vez "viajamos" pela Itália, principalmente por Florença onde seguimos com Robert Langdon no mundo de Dante Aliguieri e sua mais famosa obra literária "A Divina Comédia", que junto com obras de arte que foram inspiradas em sua história, enveredamos pelo Inferno, Purgatório e o Paraíso. Como o nome do livro diz nos aprofundamos mais pelo Inferno de Dante.

Quem se aventurar a seguir com Robert Langdon nessa história pode se preparar para sentir a adrenalina. O livro começa de maneira bombástica com o personagem em um hospital na Itália sem saber como chegou lá e porque está com um ferimento à bala na cabeça. Sofrendo de amnésia - ele não consegue lembrar o que aconteceu nos últimos três dias, ele vai, com outros personagens, juntando lembranças através de visões que atormentam sua mente: uma linda mulher de cabelos prateados que repete "Busca e encontrarás" em frente a um lago com águas vermelhas e repleto de corpos e seres em agonia. Nesse ínterim, Robert descobre um estranho objeto escondido no forro de seu paletó, que ele não recorda como foi parar ali. E as pessoas que o feriram continuam querendo terminar o trabalho e o perseguem para tirar a sua vida.
Ainda no hospital ele recebe a ajuda de uma médica, Sienna Brooks, que o ajuda a fugir logo que uma mulher aparece e mata um dos médicos que o atende e em seguida deseja terminar o serviço que havia começado tirando a vida de Robert Langdon.
Nessa corrida para decifrar as pistas que aparecem dentro do objeto, ambos se vêem numa luta pela vida. O tempo é curto e eles precisam decifrar todos os mistérios e assim poder salvar a humanidade de uma catástrofe.
Nessa busca eles se embrenham por palácios, passagens secretas, museus e muitos pontos de cidades italianas, como Florença e Veneza. Depois indo para Turquia, e seguimos "conhecendo" e desvendando mistérios junto a eles.

Seguindo sua fórmula, Dan Brown escreve capítulos curtos com a história mostrando vários cenários e personagens que no final se unem. Os capítulos curtos ajudam com que a leitura seja dinâmica e ele tem o dom de finalizar os capítulos nos deixando curiosos para o que vem a seguir e dessa forma nos prendendo a leitura.

Seus personagens são bem descritos. O vilão está muito bem apresentado, ele tem fortes e convincentes argumentos para a sua "loucura" nos levando a pensar na lógica deles, fazendo com que no decorrer da leitura até questionemos se ele está totalmente errado e até me via torcendo por ele quando apresentava conceitos para a solução frente a esse problema tão atual que é a superpopulação.

Os caminhos dos diversos personagens vão se ligando durante a narrativa. Junto com Robert Langdon vamos conhecendo-os e sabendo quem na verdade está ao seu lado.

O final do livro é tenso, surpreendente. Automaticamente refazemos mentalmente todos os caminhos percorridos pelos personagens e (re)ligamos as histórias de cada um.

Para quem gosta de livros de suspense e mistérios vai adorar se aventurar nessa história.

Quotes:

“Queridíssimo Deus,
Rogo-lhe que o mundo se lembre do meu nome não como um pecador monstruoso, mas como o salvador glorioso que o Senhor sabe que na verdade sou. Rogo que a humanidade entenda o presente que deixo.
Meu presente é o futuro.
Meu presente é a salvação.
Meu presente é o Inferno.”

(Prólogo – pág.13)

“Nada é mais criativo ou destrutivo do que uma mente brilhante com um propósito.” (Pág. 157)


Sobre o Autor:



Dan Brown é um escritor norte-americano, quando criança freqüentava a Escola Dominical e cantava no coral da Igreja. Foi membro da Fraternidade Psi Upsilon. Durante seu primeiro ano na Universidade foi à Europa para estudar História da Arte na Universidade de Sevilha, Espanha, onde começou a estudar seriamente os trabalhos de Leonardo da Vinci que mais tarde teriam importância crucial em um de seus romances.





Seus livros publicados no Brasil:

Fortaleza Digital (1998)
Anjos e demônios (2000)
Ponto de Impacto (2001)
Código da Vinci (2003)
Símbolo Perdido (2009)


Por Bel Sanz

2 comentários:

  1. Tenho um bloqueio mental com o sr. Brown... Abandonei o livro O SIMBOLO PERDIDO e sinto que deixei algo valioso pra trás. Depois de ler sua resenha e outras críticas positivas a respeito de INFERNO, me sinto à margem do assunto. Acho que vou fazer uma maratona de Dan Brown e tentar ler desde o seu primeiro livro.
    bj

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Começa por "Anjos e demônios", Ivi. Esse foi o primeiro livro que ele usou seu personagem principal preferido, Robert Langdon. Dá para entender lendo fora de ordem pq não é uma série mas eu acho mais interessante ler os com o Langdon na ordem já que vai começar agora.
      Eu comecei a ler pelo "Código da Vinci" e como me apaixonei fui ler "Anjos e demônios" depois. Acredito que tenha sido assim com a grande maioria das pessoas uma vez que "Código da Vinci" foi o livro que ele começou a fazer maior sucesso aqui no Brasil.
      "Fortaleza Digital" e "Ponto de Impacto" são totalmente independentes de todos os livros.
      Eu sou muito suspeita pq eu AMO as histórias de Dan Brown.
      Curiosa pra saber o que vc vai achar dos livros :)
      Bjs

      Excluir