segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Resenha - O príncipe da névoa


O príncipe da névoa
Autor: Carlos Ruiz Zafón
Editora: Suma de Letras 









Sinopse da livraria: Em 1943, a família do jovem Max Carver muda para um vilarejo no litoral, por decisão do pai, um relojoeiro e inventor. Porém, a nova casa dos Carver está cercada de mistérios. Atrás do imóvel, Max descobre um jardim abandonado, contendo uma estranha estátua e símbolos desconhecidos. Os novos moradores se sentem cada vez mais ansiosos: a irmão de Max, Alícia tem sonhos perturbadores, enquanto a outra irmã, Irina, ouve vozes que sussurram para ela de um velho armário. Com a ajuda de Roland, um novo amigo, Max também descobre os restos de um barco que afundou há muitos anos numa terrível tempestade. Todos a bordo morreram na ocasião, menos um homem - um engenheiro que construiu o farol no fim da praia. Enquanto os adolescentes exploram o naufrágio, investigam os mistérios e vivem um primeiro amor, um diabólico personagem surge na trama. Trata-se do Príncipe da Névoa, um ser capaz de conceder desejos a uma pessoa, ainda que, em troca, cobrasse um preço demasiadamente alto.




Carlos Ruiz Zafón está no topo da lista de meus autores preferidos, por isso nem pensei duas vezes na hora de comprar o O príncipe da névoa, mesmo sabendo que era infanto-juvenil. Estava era bastante curiosa para ler o primeiro livro escrito pelo autor, na década de 90.
As palavras de Zafón resumem com maestria o livro

"No caso de O príncipe da névoa, na falta de outras referências, resolvi escrever um romance que teria gostado de ler quando tinha 13, 14 anos, ma que continuasse a me interessar também aos 23, 43 ou 83 anos."

E é bem isso, não importa a idade, é só começar a ler e ficamos presos ao livro, envolvidos no mistério que cerca toda a história e seus personagens. Já é claro neste primeiro livro o "jeito Zafón" de escrever. É fácil vislumbrar que anos depois irão surgir os considerados "adultos": A sombra do vento, O jogo do anjo e O prisioneiro do céu. Como li primeiro os "adultos", O príncipe da névoa muitas vezes me lembrou O jogo do anjo.

A história começa com a chegada da família Carver, em sua nova casa, à beira-mar, em um vilarejo distante da cidade de onde a família sai por conta da guerra. E mal colocam o pé na estação de trem...

"Naquele momento, Max teve certeza de que alguém o observava. Girou rápido os olhos e viu, entre as barras de uma das janelas da estação, um grande gato listrado que o contemplava fixamente, como se pudesse ler seus pensamentos."


Parece que Max é o primeiro a sentir o que está por vir. Depois do estranho gato na estação, ele é acordado na madrugada;


"..., pouco antes do amanhecer Max ouviu uma figura envolta nas brumas da noite sussurrar algumas palavras em seu ouvido. Despertou assustado, sentando na cama com o coração batendo forte e a respiração entrecortada. Estava sozinho em seu quarto."


Da janela do quarto, Max vislumbra um jardim de estátuas um pouco afastado de casa. E vai até ele logo que levanta:

"Max levantou e contemplou o espetáculo fantasmagórico que o cercava. Percorreu com os olhos cada uma das estátuas, .... Um arrepio percorreu seu corpo e ele deu um passo para trás. A mão da figura, que segundos antes estava com o punho fechado, agora estava aberta, com a palma estendida no gesto de quem faz um convite."


Max conhece Roland que o leva para conhecer a cidade e o apresenta à um novo mistério, uma barco naufragado à vinte anos, cujos tripulantes morreram, com exceção de um único sobrevivente, Víctor Kray, um engenheiro, que construiu um farol e se tornou o faroleiro do vilarejo. Muitos mistérios cercam o Sr. Kray, por que construiu o farol, por que nunca mais abandonou o vilarejo?
Juntos, Max, sua irmã Alícia e Roland se envolvem em aventuras perigosas, correndo risco de vida.
O mistério só aumenta a cada página. Com a aparição do Príncipe da Névoa o suspense e o terror só crescem. Quem é, o que deseja essa sinistra criatura? E se você quer saber, quem é e o que acontece com os jovens, compre o livro e mergulhe nessa história!!!!


Sobre o autor:

Carlos Ruiz Zafón, nasceu em Barcelona, em 25/09/1964. Desde 1993 tem vivido principalmente em Los Angeles. Seu primeiro romance O Príncipe da Névoa, vendeu mais de 150 mil exemplares na Espanha.
Nos últimos anos transformou-se numa das maiores revelações literárias com  A Sombra do Vento. Os trabalhos de Zafón foram publicados em 45 países e foram traduzidos ema mais de 30 idiomas.

Livros publicados no Brasil:

  • O Príncipe da Névoa
  • O Palácio da Meia-Noite
  • Marina
  • A Sombra do Vento
  • O Jogo do Anjo
  • O Prisioneiro do Ceú

Um comentário:

  1. Olá, o meu blog "Leitura no Dedo" indicou seu blog a fazer um selo. Se interessou? Entre nesse link e veja como fazer: http://www.leituranodedo.com.br/2014/01/selo-liebster-award.html

    ResponderExcluir